Diante de um juiz de Los Angeles, em 23/06 , a cantora Britney Spears fez revelações assustadoras sobre o tratamento que vem recebendo da família nos últimos anos. Pela primeira vez em anos, Britney pediu pelo fim de sua tutela, controlada pelo pai, Jamie Spears.

Em um discurso emocionado e sincero, Spears declarou que tem mentido sobre sua felicidade na internet, já que estava “em negação”. Em seu perfil do Instagram, a cantora costuma publicar fotos sorrindo e vídeos onde responde perguntas superficiais, por vezes até dizendo estar bem. Seu comportamento já vinha sendo alvo de preocupações dos fãs há anos, já que nenhuma publicação parecia genuína.

Em um momento, ela declarou:

”Eu estava em choque. Estou traumatizada. Só quero minha vida de volta.”

Confirmando rumores da imprensa americana nos últimos dias, a cantora ainda declarou que vem tentando sair da tutela do pai há anos. Ainda de acordo com Spears, ela evitou falar em uma corte nos últimos dois anos, já que da última vez não se sentiu ouvida pelos juízes.

O estopim teria acontecido em 2018, durante uma turnê:

”As pessoas que fizeram isso comigo não deveriam estar livres. Para recapitular: eu estava em turnê em 2018. Fui forçada. Meu empresário disse que se eu não fizesse essa turnê, teria que encontrar um advogado. Meu próprio empresário poderia me processar se eu não seguisse com a turnê.”

Britney Spears ainda revelou que não teve direito a descansar durante os quatro anos em que fez uma residência de shows em Las Vegas. A cantora conta que seu empresário ligava para seu terapeuta — já morto – para denunciar seu “mau comportamento”, além de alegar que ela não participava de ensaios. Ela ainda declarou sobre a morte do terapeuta: “Para ser totalmente honesta com você, quando [Dr. Benson] faleceu, me ajoelhei e agradeci a Deus.”

“Minha família não fez nada”

O relato continuou, então, direcionado à família de Britney, principalmente ao seu pai.

”Não só minha família não fez nada, como meu pai era totalmente a favor [disso]. Qualquer coisa que acontecesse comigo precisava ser aprovada por meu pai. […] O controle que ele tinha sobre alguém tão poderoso quanto eu, já que ele amava ter controle para machucar sua própria filha 100.000%… Ele amava isso.”

Spears ainda comparou sua situação ao tráfico sexual, dizendo que teve seus documentos confiscados para que não pudesse “fugir” do trabalho. Sobre suas intenções, a cantora revela querer processar a família.

”Meu precioso corpo trabalhou para o meu pai nos últimos 13 anos, tentando ser tão bom e bonito. Tão perfeito. Ele me faz trabalhar demais. […] E eu honestamente gostaria de processar minha família, para ser totalmente honesta com você. Eu também gostaria de poder compartilhar minha história com o mundo, e o que eles fizeram comigo, em vez de ser um segredo secreto para beneficiar a todos eles.”

Controle do corpo

Em um momento chocante de seu discurso, Spears revela que não pôde sequer engravidar ou se casar novamente. A cantora teria sigo obrigada a colocar um DIU, um contraceptivo intrauterino, sem permissão para retirá-lo e tentar ter outro filho.

”Eu queria tirar o DIU para começar a tentar ter outro bebê. Mas essa suposta equipe não me deixa ir ao médico tirar porque não querem que eu tenha mais filhos. Então, basicamente, essa tutela está me fazendo mais mal do que bem. Eu mereço ter uma vida. Trabalhei toda a minha vida. Eu mereço ter um intervalo de dois a três anos e apenas, sabe, fazer o que eu quero fazer. […] Eu quero mudanças daqui para frente. Eu mereço mudanças.”

Tutela de Britney Spears e movimento #FreeBritney

O movimento liderado pelos fãs nos últimos anos foi muitas vezes chamado de “teoria da conspiração”, já que a cantora nunca se pronunciou de fato sobre o caso.

Ao que tudo indica, a justiça também não acreditou em Britney muitas vezes, como ela mesma declarou em seu relato. Ao fim da conversa desta quarta-feira, porém, o juiz tranquilizou a cantora:

”Muito obrigado. E também, quero apenas lhe dizer que certamente sou sensível a tudo o que você disse e como está se sentindo, e sei que foi preciso muita coragem para você dizer tudo isso.”

Você pode ler o relato completo, em inglês, clicando aqui.

Mas infelizmente, a situação de Britney Spears parece se complicar mais a cada momento.

Mesmo com uma chuva de apoio nas redes sociais com a #FreeBritney — que chegou até a ser estampada no Congresso Nacional, de Brasília —, a cantora não conseguiu uma decisão favorável na Justiça no caso em que pede o fim da tutela de seu pai, Jamie Spears, sobre a sua vida.

A juíza Brenda Penny foi a responsável pela decisão que estava sendo julgada desde Novembro de 2020, de acordo com a NPR. Não há informações sobre o que levou a essa conclusão, uma vez que a própria Britney falou com o tribunal e fez revelações chocantes como, por exemplo, a de que não poderia nem escolher qual tipo de método anticoncepcional utilizar e outras decisões que envolviam seu próprio corpo.

Há uma nova audiência no caso marcada para o dia 14 de Julho, e é possível que nessa ocasião a cantora peça para que a tutela seja finalizada — ela descobriu essa opção recentemente, e inclusive falou sobre isso à juíza, pedindo desculpas por não saber disso anteriormente.

Pai de Britney Spears pede investigações

Como se a situação já não fosse ruim o suficiente, a Pitchfork reporta que Jamie Spears é quem está lançando uma investigação agora para que sejam analisadas as falas e acusações de Britney nos últimos dias.

The New York Times obteve acesso a documentos que implicam que Jamie estaria desconfiado da influência de Jodi Montgomery, que assumiu uma função de tutela pessoal em 2019, em tentar obter controle total da vida da cantora. Vale ressaltar que a maioria das acusações feitas por ela precedem esse fato.

Ainda nesses documentos, os advogados de Jamie dizem que é “fundamental que a Corte confirme se o testemunho da Sra. Spears foi preciso ou não para determinar quais ações corretivas” devem ser tomadas.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos