As redes sociais dos Beatles anunciaram nesta quinta-feira (26) uma edição especial do álbum Let it Be, de 1970. O conjunto de box expansivos apresentará o álbum original em uma nova mixagem estéreo, uma versão anterior de 1969 do álbum intitulada Get Back, ensaios de estúdio, uma mixagem de Glyn Johns, e um EP composto por novas mixagens de faixas de Let it Be.

Segundo o anúncio, o novo conjunto também apresenta um disco Blu-ray do álbum em Som Dolby Atmos e DTS-HD Master Audio 5.1, além de um livro de 105 páginas intitulado The Beatles: Get Back, que apresenta ensaios, fotos, letras e muito mais. O lançamento está agendado para 15 de outubro via Apple Corps Ltd./Capitol/UMe.

Três faixas do relançamento do último disco dos Beatles foram lançadas nesta quinta (26) para marcar o anúncio, como “Let It Be (2021 Stereo Mix),” “Don’t Let Me Down (First Rooftop Performance)” e “For You Blue (1969 Glyn Johns Mix)”. Confira abaixo:

A edição especial de Let it Be servirá como um “esquenta” para a chegada do novo documentário The Beatles: Get Back, dirigido por Peter Jackson, que será apresentado em três partes no Disney+ de 25 a 27 de novembro.

Para este filme, Jackson aproveitou um material de 55 horas de cenas inéditas de 1969, além de 140 horas de áudio praticamente inédito das sessões de gravação do derradeiro álbum de estúdio da banda, Let It Be. The Beatles: Get Back também vai abordar detalhes da última aparição ao vivo dos Beatles, tocando na cobertura do Apple Studios de Londres. O show, que teve o tecladista Billy Preston como convidado dos caras, durou 42 minutos e só parou porque a polícia chegou para atender as reclamações dos vizinhos.

“Este filme será a derradeira experiência ‘fly on the wall’ que os fãs dos Beatles sempre sonharam”, diz Jackson em uma entrevista reproduzida em 2019 pelo Deadline.Com. “É como uma máquina do tempo que transportará o espectador de volta ao ano de 1969”, acrescentou.

 

 

 

Fonte: A Rádio Rock