Parece que a longa batalha judicial entre Britney Spears e seu pai, Jamie Spears, chegará ao fim em breve.

De acordo com o The Guardian, o pai da cantora entrou com uma petição para encerrar a tutela que controla a vida da artista há 13 anos.

No novo documento entregue nesta terça-feira (7), Jamie apontou que “eventos recentes” questionam se Britney ainda precisa de um tribunal para supervisionar seus assuntos pessoais e suas finanças. Seus advogados disseram:

”Como o Sr. Spears sempre disse, tudo o que ele quer é o melhor para sua filha. Se a Sra. Spears deseja encerrar a tutela e acredita que pode cuidar de sua própria vida, o Sr. Spears acredita que ela deveria ter essa chance.”

O pai de Britney se tornou seu responsável judicial em 2008 após ela sofrer uma série de colapsos mentais. Porém, nos últimos meses, a estrela do Pop compareceu ao tribunal duas vezes compartilhando fortes relatos do tratamento que vem recebendo de sua família nos últimos anos e pediu pelo fim da tutela.

Há cerca de uma semana, o atual advogado da artista Mathew Rosengart pediu o afastamento imediato do pai da cantora do cargo de tutor.

Sobre o pedido de rescisão enviado por Jamie, o advogado disse à Associated Press em um e-mail que a atitude representa uma “vitória e uma vingança” para a cantora, mas destacou:

”Parece que o Sr. Spears acredita que pode tentar evitar a responsabilização e a justiça, incluindo sentar-se para um depoimento sob juramento e responder a outra descoberta sob juramento, mas ao avaliarmos seu processo (que foi enviado indevidamente à mídia antes de ser submetido para um conselho), também continuaremos a explorar todas as opções.”

Rosengart assumiu recentemente o cargo de advogado de Britney Spears após a justiça determinar pela primeira vez, durante os anos em que está sob tutela, que a cantora seria capaz de escolher seu próprio representante. Os advogados de Jamie Spears inclusive citaram este fato no novo processo, dizendo:

”Este tribunal reconheceu que a Sra. Spears tem a capacidade de identificar, envolver e instruir um advogado de sua própria escolha, por conta própria, sem a ajuda do conservador ou do tribunal… ela provavelmente tem capacidade para lidar com outras questões contratuais e de negócios.”

A próxima audiência para discutir os novos documentos apresentados está marcada para o dia 29 de Setembro. Esperamos que tudo se resolva o quanto antes.

 

Fonte: TMDQA!