A edição comemorativa de 30 anos do álbum Nevermind, do Nirvana, está agendada para chegar ao mercado em 12 de novembro. Mas poderá ter sua icônica capa alterada.

Spencer Elden, que aos quatro meses de idade serviu de modelo para a arte de capa desse disco, entrou no mês passado com um processo contra a propriedade do falecido vocalista/guitarrista da banda Kurt Cobain, o baterista Dave Grohl, o baixista Krist Novoselic, o fotógrafo Kirk Weddle e a gravadora DGC Records.

Spencer alega que sua foto nua na capa foi clicada sem o consentimento de seus tutores legais na época. Ele ainda alegou que a arte equivalia à pornografia infantil e exploração sexual infantil. Segundo Spencer, a imagem o fez sofrer “danos ao longo da vida”. Por conta disso, o rapaz está buscando $150.000 de cada réu no processo e espera ter o assunto resolvido em um julgamento por júri.

A decisão da propriedade do Nirvana de deixar a capa intacta para a próxima edição expandida do 30º aniversário do álbum não foi bem aceita por ele. O TMZ informou hoje, no aniversário de 30 anos do disco, que a advogada de Spencer, Maggie Mabie, está exigindo que a imagem da genitália de seu cliente seja escondida de todos os lançamentos futuros do álbum, afirmando que é hora de “acabar com essa exploração infantil e violação da privacidade”.

A edição de 30 anos de Nevermind é um dos lançamentos mais aguardados do ano e contará com mais quatro concertos ao vivo, bem como áudio recém-remasterizado. Confira o clipe promocional abaixo:

 

 

Fonte: A Rádio Rock